jusbrasil.com.br
18 de Janeiro de 2021

O “jeitinho brasileiro” e a corrupção

Wendell Menezes de Souza, Professor
há 4 anos

O jeitinho brasileiro e a corrupo

O que você tem a ver com a corrupção? A resposta é simples e direta: “você tem tudo a ver”. Comumente, observamos as pessoas criticarem os políticos, e de certo modo, elas possuem motivos pra isso, principalmente em relação a corrupção, em várias versões: “mensalão”, “pedaladas”, “caixa 02”, “operação lava jato”, etc. Mas no dia a dia, essas mesmas pessoas praticam e aceitam pequenos atos de corrupção, por vezes “mascarado” de “jeitinho brasileiro”.

O “jeitinho brasileiro”, que pode se apresentar de uma forma inofensiva de resolver as coisas, a famosa “gambiarra”, tem outra conotação muito ruim, que é exatamente amenizar ou camuflar um ato ilícito, imoral e corrupto.

Ao fazer uma análise simplória, penso que nosso país vive uma crise não política ou econômica, mas uma crise moral, o brasileiro possui um péssimo hábito de querer levar vantagem em tudo. Como exemplo, furar a fila, colar na prova, estacionar na vaga destinada a idosos e cadeirantes, utilizar carteira de estudante falsa, apresentar atestado médico falso, subornar o guarda de trânsito, entre outras pequenas corrupções.

Certo dia estava dirigindo meu carro, quando subitamente fui chamado a atenção ao ouvir a sirene de uma ambulância, imediatamente, abri passagem para o veículo, e logo em seguida percebi um outro condutor seguindo atrás da ambulância, aproveitando-se da ocasião para sair mais rápido do trânsito. Aquele condutor deixou uma mensagem clara: “eu sou o mais esperto”.

O “jeitinho brasileiro” está diretamente ligado a corrupção. E as desculpas, para justificar essa ideia de levar vantagem, são as mais variadas: “todo mundo faz” (essa lembro bem minha mãe dizendo: “você não é todo mundo!”), “Eu estou com pressa!”, “vou estacionar rapidinho”, “todos temos um preço!”, e assim por diante.

Pense nisso:O que você tem a ver com a corrupção?

4 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Esses são mesmos que cobram honestidade dos políticos e que dizem "bandido bom é bandido morto".
Mas que sonegam impostos, fazem o famoso "gato" na energia, tv a cabo, internet. .. Recebem um troco errado e não devolve, fura fila, fura sinal de trânsito... e por ai vai! continuar lendo

Concordo plenamente Matheus!

Possivelmente a única maneira de mudar essa triste realidade em nosso país seja uma revolução na educação.

Obrigado pelo comentário. continuar lendo

Entre os muitos motivos para o "jeitinho brasileiro" está a falta de cumprimento das leis. Quando vemos um morador de rua ser preso por tirar uma casca de árvore e aquele que desvia merenda escolar e remédios básicos tendo muitos "direitos" e a ação prescrita, então o "jeitinho brasileiro" ganha força. No julgamento Dilma-Temer vimos isto claramente, os honestos sendo punidos e os que desviaram sendo tratados como honestos. O dia que o candidato a corrupto tiver o mesmo medo da justiça que tem o devedor de alimentos ou o devedor trabalhista o "jeitinho brasileiro" começará a diminuir e o caráter será valorizado, continuar lendo

Bela reflexão! É exatamente isso Fernando!

Obrigado por seu comentário.

Abraços! continuar lendo